R.I.P. a Trajetória de um dos Maiores Músicos da História

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Neste último fim de semana, mais precisamente no dia 15 de abril de 2017, o mundo da música lamenta a morte de um dos maiores músicos e inovadores artísticos que já colocou os pés neste planeta.

O “cientista” musical Allan Holdsworth não está mais entre nós, mas devido a sua grande capacidade criativa e habilidade com o instrumento ele nos deixou uma herança repleta de sabedoria, músicas e improvisos geniais.

Conheça Aqui o Guitarpedia , assista as nossas aulas de técnica e aprenda sobre pentatônica e outras escalas, palhetada alternada,  ligados, tapping, fraseado, modos etc. Temos a plataforma online mais rápida e eficaz, para o seu aprendizado e evolução musical.

Início da Carreira Década de 1970

Holdsworth gravou pela primeira vez em 1969 com a banda ‘Igginbottom em seu único lançamento, Igginbottom’s Wrench (mais tarde reeditado sob o nome de grupo de “Allan Holdsworth & Friends”). Em 1971 ele se juntou Sunship, para montar uma banda de improvisação com o tecladista Alan Gowen, o futuro percussionista do King Crimson, Jamie Muir e o baixista Laurie Baker. Eles tocaram ao vivo, mas nunca lançaram nenhum material gravado.

Em seguida veio um breve período com a banda de jazz rock Nucleus, com quem Holdsworth tocou em seu álbum de 1972, Belladonna. E logo depois Allan de juntou a banda de rock progressivo Tempest, em seu primeiro álbum de estúdio auto-intitulado em 1973.

Década de 1970

A década de 1970 foi um período muito produtivo para Holdsworth que trabalhou com vários grupos e artistas, entre eles estão o violinista  Jean-Luc Ponty, o baterista Tony Williams e a banda Soft Machine.

Em 1978 Allan gravou as guitarras do álbum de estreia do baterista Bill Bruford intitulado, ‘Feels Good to Me’. Pouco depois, Bruford formou o supergrupo de rock progressivo U.K. com o tecladista / violinista Eddie Jobson eo baixista John Wetton; Holdsworth foi trazido sobre na recomendação de Bruford. Apesar de se dar bem com eles pessoalmente e apreciar a gravação de seu álbum de 1978 auto-intitulado, Holdsworth afirma que “detestou” o seu tempo gasto com o grupo.

Acesse www.guitarpedia.com.br, assista a uma de nossas aulas, e conheça o nosso player exclusivo com a função loop, que otimiza o seu tempo, e elevará a sua técnica nas seis cordas para um novo patamar.

 Nós contamos com alguns dos músicos mais relevantes no cenário musical do nosso país como: Djalma Lima, Pollaco, Cuca Teixeira, Fábio Santini, Bruno Godinho, Vandré Nascimento, entre outros. Acesse já!!!

Os Anos 80

No início da década de 1980 Holdsworth juntou-se ao baterista Gary Husband e ao baixista Paul Carmichael em um trio que ficou conhecido como False Alarm. Esta foi a primeira experiência de Holdsworth como líder de banda e, após a entrada do ex-cantor do Tempest Paul Williams, a banda foi renomeada para I.O.U. Seu auto-intitulado álbum de estréia foi lançado independentemente em 1982, seguido por uma reedição mainstream através Enigma Records em 1985.

Os anos 80 foram muito produtivos para Holdsworth, que chegou a gravar seis álbuns nesse período, com destaque para o disco lançado em 1985 – Metal Fatigue, para muitos a obra prima de Holdsworth.

A Década de 1990

O primeiro álbum solo de Holdsworth da década foi a Torre Wardenclyffe de 1992, que continuou a apresentar a guitarra SynthAxe (guitarra sintetizadora), mas também exibiu seu interesse recém-descoberto em guitarras barítono projetadas pelo luthier Bill DeLap.

Um álbum de destaque dessa década foi lançado em 1996, None Too Soon, que incluiu interpretações de alguns dos standards de jazz preferidos de Holdsworth.

Anos 2000 e Últimos Anos

Durante os anos 2000 Allan seguiu lançando discos solos, excursionando por todo o mundo e trabalhando com diversos artistas como, o renomado super grupo de metal progressivo ‘Planet X’ e o tecladista ex- dream theater, Derek Sherinian.

Em 2001, Allan lançou seu último disco de estúdio chamado ‘Flat Tire’ e atualmente estava gravando o seu décimo terceiro álbum quando subitamente veio a falecer no último dia 15.

Holdsworth deixa um legado gigantesco capaz de influenciar milhões de músicos a redor do globo, legado esse que transcende a guitarra e qualquer estilo musical.

Aulas de Bateria com Cuca Teixeira no Guitarpedia !!!

Cuca Teixeira
Aulas de bateria

Agora você tem toda a experiência e criatividade de Cuca ao seu dispor com o seu curso especial de Bateria para o Guitarpedia. Clique aqui e seja um discípulo deste grande mestre das baquetas!!

Para saber mais sobre guitarra, história da música e teoria musical, visite o site www.guitarpedia.com.br, e curta a página https://pt-br.facebook.com/guitarpedia para ficar por dentro das novidades e interagir conosco!

Facebooktwittergoogle_pluslinkedinrssyoutube