Música e Respiração

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Ao acordar a cada dia você já se deu conta da ação mais importante que você faz todo o tempo? E que fazê-la corretamente trás benefícios nas demais ações ao longo do seu dia? Respirar parece um ato automático e autônomo, mas quando nos permitirmos alguns segundos para pensar a respeito nos damos conta de que raramente respiramos de forma profunda, calma e correta.

As tarefas diárias em sucessiva rotina fazem o ser humano agir de forma automática, trazendo ansiedade e nervosismo. Quando você consegue algum tempo para seu instrumento não é diferente, muitas vezes o tempo que você tem é pouco, outras pessoas o atrapalham, ou simplesmente aquele trecho de uma música não sai, e quando você se dá conta tudo sai fora do controle.

Conheça www.guitarpedia.com.br, o site com mais de 700 aulas, a ferramenta online mais eficaz, para a sua evolução musical.

Aulas de guitarra online

Agora se antes de você estudar você dedicar cinco minutos para acalmar sua mente e se reequilibrar isso poderá trazer resultados no seu momento de estudo. É uma ação simples e está ao alcance de todos, mas acaba por passar desapercebida.  Ao fazer a respiração um ato consciente você trabalha sua atenção no momento presente, logo a ansiedade tende a cair.

Algumas dicas podem ajudar na sua respiração, e também acrescentar leveza a sua prática musical. A respiração não pode ser carregada, se você tem dificuldades ao respirar é sinal de que algo não está correto, ela deve ser leve e feita com o diafragma, e não com o tórax. Respire lentamente, e dê mais tempo a saída do ar do que a entrada. Sinta a expansão torácica e abdominal de forma lenta e suave. Segue três técnicas para ajudar neste processo:

Respiração diafragmática em shavasana

Deite confortavelmente sobre uma superfície firme, com os pés um pouco afastados e os braços ao longo do corpo, palma das mãos para cima. Deixe o ar entrar e sair com suavidade pelo nariz. Apoie uma das mãos sobre o peito, procurando deixá-la o mais imóvel possível, e descanse a outra mão abaixo das costelas, na região do baixo abdome. Imagine seu diafragma como uma bexiga, que infla na inspiração e esvazia na expiração.

Bramari

Sentado em uma cadeira, inspire pelas duas narinas. Ao expirar, solte os músculos da boca e tente reproduzir o zumbido de uma abelha. Os iogues acreditam que a técnica traz alegria.

Nadi shodana

Sentado, ereto, coloque o dedo médio e o indicador da mão direita no ponto entre as sobrancelhas. Expire pelas duas narinas. Então, tampe a narina direita com o polegar e inspire apenas pela esquerda. Tampe a esquerda com o dedo anular e solte o ar pela direita. Agora inspire pela direita, tampe-a com o polegar e solte pela esquerda, completando um ciclo completo. Faça 12 ciclos. Esse pranayama restaura o equilíbrio em momentos de crise.

O resultado destes pequenos exercícios deve ser o relaxamento. Quando você consegue começar sua prática de forma relaxada sua capacidade de concentração e focalização aumenta de forma significativa. Aquele carro que o fechou, aquela briga com a esposa, ou problemas de seu trabalho ficaram para trás naquele momento, e a única coisa que fica em sua mente é a música e seu instrumento.

Respirar bem não é necessariamente técnica zen ou espiritual, é antes de mais nada oxigênio para suas células, é trazer sua atenção para a consciência e organizar sua mente. Encare estas práticas como um investimento para seu estudo musical que vai além da técnica e teoria. Diversos pesquisadores já comprovaram a eficácia da boa respiração, teste você também o que elas podem fazer a você no seu dia a dia, e rotina de estudos!

Para mais informações sobre teoria musical, história de música e conhecimentos em guitarra acesse www.guitarpedia.com.br. Visite também nossa página no facebook para acompanhar as novidades!

 

 

Facebooktwittergoogle_pluslinkedinrssyoutube