A Escala Bebop, e a sua Aplicação!

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Um estilo que faz a cabeça de muitos músicos e instrumentistas ao redor do mundo é o Jazz.

Esse estilo é muito reconhecido pela sua sofisticação, refinamento e improvisos. Mas a vertente do Jazz que talvez mais encante os músicos seja o Bebop.

O Bebop foi e permanece como uma das correntes mais fervorosas na história do estilo. Nela encontramos grandes lendas do gênero que influenciaram incalculáveis gerações de músicos como, o “Mozart” do século XX, Charlie Parker, Dizzie Gillespie e os jovens Miles Davis e John Coltrane.

Conheça AQUI no Guitarpedia aulas sobre a escala Bebop. Assista também aulas de técnica e aprenda sobre pentatônica e outras escalas, palhetada alternada,  ligados, tapping, fraseado, modos etc. Temos a plataforma online mais rápida e eficaz, para o seu aprendizado e evolução musical.

Escalas bebop

O Bebop

O Bebop representa uma das correntes mais influentes do Jazz. Seu nome provém da onomatopéia feita ao imitar o som das centenas de martelos que batiam no metal na construção das ferrovias americanas, gerando uma “melodia” cheia de notas de curta duração.

Segundo alguns jazzistas, as melodias ágeis e velozes do seu estilo musical se assemelhavam ao som produzido pelos martelos nas obras das ferrovias americanas.

As Escalas Bebop

Existem duas escalas que levam o nome de Bebop. E cada uma tem a sua aplicação. O Curioso é que em ambos os casos essa escala possui oito notas, e a presença de cromatismos.

Assista AQUI, aulas de Approach Bebop. Conheça o nosso player exclusivo com a função loop, que otimiza o seu tempo, e elevará a sua técnica nas seis cordas para um novo patamar.

 Nós contamos com alguns dos músicos mais relevantes no cenário musical do nosso país como: Djalma Lima, Pollaco, Fábio Santini, Bruno Godinho, Vandré Nascimento, entre outros. Acesse já!!!

A Escala Bebop Dominante

A Bebop Dominante, como o próprio nome diz deve ser empregada em cima de acordes com a função dominante, ela pode ser usada para substituir o modo mixolídio, causando um efeito de tensão para a resolução no Tônica, ou primeiro grau.

A diferença dela para o modo mixolídio é a adição do intervalo de sétima maior, entre a sétima menos e a oitava.

Vamos ver como fica a escala de G Bebop dominante, comparando com G mixolídio:

Notas da escala de G mixolídio: G, A, B, C, D, E, F

Notas da escala de G bebop dominante: G, A, B, C, D, E, F, F#

Desenho de Sol Bebop dominante(h3)

A Escala Bebop Maior

A outra Escala Bebop conhecida é a Bebop Maior, e diferente da Bebop Dominante a adição de uma nova nota ocorre entre a quinta justa e a sexta maior. Ou seja, a nota adicionada é uma quinta aumentada.

O emprego dessa escala pode ser feito principalmente sobre acordes maiores, especialmente os de primeiro grau.

Compare abaixo a escala de Dó maior com a escala de Dó Bebop maior:

Notas da escala de Dó maior: C, D, E, F, G, A, B

Notas da escala de Dó Bebop maior: C, D, E, F, G, G#, A, B

Desenho da escala Dó Bebop Maior

Estude com Djalma Lima, o Nosso Especialista em Jazz.

Acesse uma de nossas Aulas de Guitarra Jazz no Guitarpedia com o professor Djalma Lima. E estude diretamente com um dos mais renomados guitarristas do nosso país.

Para saber mais sobre guitarra, história da música e teoria musical, visite o site www.guitarpedia.com.br, e curta a página https://pt-br.facebook.com/guitarpedia para ficar por dentro das novidades e interagir conosco!

 

Facebooktwittergoogle_pluslinkedinrssyoutube