Dream Theater: Como tocar os solos de Images and Words?

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Não há dúvidas que Images and Words foi um divisor de águas para o Rock e Metal Progressivo. Este álbum é considerado por muitos, um dos melhores trabalhos do Dream Theater de todos os tempos, além de conter a música que foi “culpada” pelo sucesso da banda ao tocar nas rádios e na MTV, Pull Me Under.

A qualidade individual dos músicos fez com que as técnicas utilizadas nas canções virassem objeto de estudo. Muitos guitarristas, por exemplo, passaram a estudar licks e solos de John Petrucci, além das vídeo-aulas (como a Rock Discipline), mas também, as músicas do disco.

Dream Theater Cover

No Brasil, temos muitos guitarristas talentosos que se inspiraram no estilo de John Petrucci. Um deles é Bruno Godinho, ex-guitarrista do Dream Theater Cover (Scenes From a Dream) e professor de guitarra do Guitarpedia (www.guitarpedia.com.br).

Como um meio de mostrar seu trabalho, Bruno gravou todos os solos do Images and Words e publicou em seu canal do Youtube. Aqui, ele nos conta um pouco de como foi estudar e gravar esse vídeo.

“Gravar os solos de John Petrucci são sempre um grande desafio. Não é necessário dizer o alto nível técnico que suas músicas são compostas. Porém um detalhe interessante é a visão “erudita” que o Dream Theater tem sobre suas músicas.

Em 99% dos temas e solos da banda tudo é composto de forma meticulosa, não havendo espaço para muito improviso.

Um dos motivos que isso acontece é que os arranjos de todos os instrumentos são pensados de forma conjunta, com grande inter-relação entre todos. Em uma convenção musical, todos irão tocar as mesmas notas, ou em algum intervalo paralelo (3as, 6as etc) ou um contraponto pode ser composto. Desta forma , todos (desde a bateria) estarão sempre muito bem conectados, como um compositor erudito o faria.

Se para alguns músicos isto gera incômodo (já que será necessário aprender nota a nota, sem nenhuma alteração no arranjo original), para outros é muito motivador, já que o grande barato se torna a interpretação que será dada à música ou solo.

Note diferentes músicos ao gravarem uma mesma música/solo sempre darão suas diferentes interpretações, seja pelo timbre, pegada etc. Isso acontece mesmo quando o intérprete busca “copiar” a gravação original, já que soar IGUAL não é possível.

Bons músicos sabem disso, e que mesmo quando ouvimos o próprio autor tocar a mesma música diversas vezes, esta sempre soa diferente, pois estamos em momentos diferentes de nossa caminhada musical.

 

Conheça o processo de gravação do album Images and Words.

Tendo em vista estes pontos, vou contar um pouco como foi o processo de gravação de todos os solos do álbum Images and Words do DT:

Primeiro foi um processo de escolher os solos principais de cada música, já que algumas delas possuem muitos solos ou trechos interessantes. Depois de escolhido tudo comecei a organizar as bases sobre as quais iria gravar. Algumas eu mesmo as fiz, outras busquei versões MIDI e fiz algumas alterações, ou com programas de computador troquei o som MIDI por sons reais. Feito isso começaram os estudos.

 

Preste atenção nestas dicas

Eu já tocava as músicas, já que em minha banda de Dream Theater Cover nós já as fazíamos ao vivo há muitos anos.

Porém eu precisei estudá-las novamente, pois eu teria apenas uma tarde para gravá-las todas. Neste ponto começa o estudo exatamente como sempre menciono no site de aulas Guitarpedia…

Sempre com o uso do metrônomo, iniciando lentamente e avançando de 5 em 5 BPMs ou de 10 em 10 BPM.

Uma coisa que me ajudou a ter tempo para estudá-los foi juntar os solos que tinham os andamentos próximos uns aos outros (por exemplo, Metropolis 130BPM e Under a Glass Moon 145 BPM) e estudava estas músicas juntas. Iniciava ambas em um mesmo andamento próximo ao de 100 BPM, por exemplo, e ia subindo com o metrônomo após repetir 3 a 5 vezes cada solo.

Neste ponto é importante mencionar sobre o que muito circula por ai… Você já deve ter ouvido propagandas do tipo “Clique aqui e irei lhe conta o segredo que os bons guitarristas não te contam…” ou ” Vou te mostrar como não é preciso estudar 2 a 3 horas diárias para se tornar um bom músico”… Na verdade o grande segredo é: Não existem grandes segredos! O que existe é dedicação, boa orientação e atitude positiva consigo mesmo. Não existe um pedreiro que se tornou um excelente profissional sem praticar muito e aprender com os mais experientes, assim como um médico, um engenheiro etc

 

Mais algumas dicas

Pois bem, voltando… Uma coisa que sempre foi muito importante para mim foi a interpretação dada a cada nota, como fazer soar aquele bend, aonde devo tocar mais forte, quando soar mais fraco etc… Este talvez tenha sido o processo mais demorado, já que existem inúmeras possibilidades para fazer soar uma melodia. Nunca acreditei que a melhor forma de tocar um solo é como “fulano famoso” já gravou aquilo… Muitas vezes acredito que a forma com que um bom músico gravou uma música é simplesmente a melhor maneira que aquele músico enxerga uma melodia, mas não necessariamente sua forma definitiva. Com esta visão, tratei de definir alguns pontos para minha interpretação, e outros deixá-los mais livres…

 

Com tudo isso organizado chegou o dia da gravação… Na época eu só tinha uma câmera. Para conseguir diferentes ângulos para o filme fiz cada solo 3 vezes, mudando a posição da câmera. Isso também me possibilitou escolher o melhor trecho de cada solo para compor um bom take único. Depois de tudo gravado, foi mais o trabalho de edição e mixagem.

 

O resultado foi um vídeo que tenho bastante orgulho de tê-lo realizado. Ao mesmo tempo, quando o assisto hoje ainda questiono se esta ou aquela parte eu o faria da mesma maneira. Mas como já mencionei, a forma como gravei tudo aquilo remete a uma fase de minha experiência musical, a qual eu tinha pretensões e ideias as quais hoje algumas já não as compartilho. Porém, fico muito feliz e grato pela possibilidade de homenagear um de meus grandes ídolos, dando minha interpretação para solos memoráveis de John Petrucci.”

 

https://www.youtube.com/watch?v=AP-MfbsabVI

Você pode conferir as aulas de Bruno Godinho e também outros assuntos sobre guitarra e música acessando o site: www.guitarpedia.com.br

 

Facebooktwittergoogle_pluslinkedinrssyoutube