Dodecafonismo e a Música Atonal

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

No post de hoje nós do portal Guitarpedia, vamos falar sobre uma das mais avançadas e revolucionárias técnicas de composição já criadas. O dodecafonismo !

Se você nunca ouviu falar no termo, aproveite nosso texto para adentrar ao mundo da música atonal criada pelo austríaco Arnold Schoenberg.

Para você poupar seu tempo e dinheiro com cursos e plataformas que muito prometem e pouco fazem, conheça Aqui o Guitarpedia, assista as nossas aulas e aprenda sobre pentatônica e outras escalas, técnicas como, palhetada alternada,  ligados, tapping, e assuntos como, fraseado, modos etc. Possuimos a plataforma online mais rápida e eficaz, para o seu aprendizado e evolução musical.

O que é Dodecafonismo ?

Em pouquíssimas palavras podemos explicar o dodecafonismo da seguinte maneira: A palavra dodecafonismo se origina do grego dodeka, ‘doze’ e fonos, ‘som’. A música dodecafônica se baseia num sistema de organização das doze notas da escala cromática, criado pelo compositor Arnold Schoenberg na década de 1920.

Nesse sistema, as doze notas da escala cromática devem ser organizada de tal maneira que apresentem uma importância equivalente. A ordem da execução das notas na composição pode ser feita das seguintes maneiras: a série original, a retrógrada, que é tocada de trás para frente, a série invertida (inverte-se a posição das notas na partitura) e a série retrograda da inversão.

Complicou não é mesmo ? então vamos com mais calma…

O Surgimento do Dodecafonismo

O dodecafonismo surgiu como uma das respostas possíveis ao problema de continuação da escrita musical face à desorientação produzida pela crise da tonalidade, que se verificava no início do século do século XX.

A criação do método dodecafônico foi obra de Schönberg (1874-1951) e firmou-se por volta do ano de 1923.

Acesse www.guitarpedia.com.br, assista a uma de nossas aulas, e conheça o nosso player exclusivo com a função loop, que otimiza o seu tempo, e elevará a sua técnica nas seis cordas para um novo patamar.

 Nós contamos com alguns dos músicos mais relevantes no cenário musical do nosso país como: Djalma Lima, Pollaco, Cuca Teixeira, Fábio Santini, Bruno Godinho, Vandré Nascimento, entre outros. Acesse já!!!

Música Atonal, Dodecafonismo ou Serialismo ?

Como dissemos previamente, o sistema dodecafônico foi introduzido como uma maneira de organizar a música atonal que já era experimentada por compositores como Richard Wagner e Claude Debussy, no final do século XIX e início do XX.

Tal fator demonstra que o serialismo ou dodecafonismo são técnicas que estão inseridas no mundo da música atonal, portanto uma peça pode ser atonal e não dodecafônica, porém o contrário não será verdadeiro.

Dodecafonismo e Serialismo são a Mesma Coisa ?

É muito comum estudantes e curiosos do assunto fazerem tal questionamento e criarem dúvidas sobre o assunto.

A princípio, no momento do seu surgimento o dodecafonismo e serialismo eram por muitos considerados sinônimos. O livro ‘Uma Breve História da Música’, escrito pelo compositor norte americano Roy C. Benett, e utilizado como material acadêmico pela Universidade de Cambridge (em seu capítulo final, pág.76) atesta tal pensamento, dando a Arnold Schoenberg o crédito pelo desenvolvimento das técnicas.

“Tendo abandonado o sistema maior-menor em favor da música atonal, Schoenberg chegou a conclusão de que era necessário formular outro princípio para substituir o da tonalidade- um novo procedimento, em termos de composição, que desse unidade e coerência a peça atonal. A solução encontrada foi o que chamou de sistema dodecafônico ou serialismo”. Note que para o livro não existe a menor distinção entre as duas nomenclaturas.

Porém existem aqueles que não concordam completamente com esta tese, e preferem que a partir de certo momento faça-se uma distinção entre os termos, pois se levarmos a palavra serialismo ao pé da letra e entendermos que ela é uma técnica de composição que utiliza séries de notas como uma forma de organizar o material musical, observamos que o dodecafonismo pode não ser o único participante desta “brincadeira”.

Compositores que vieram depois e, portanto influenciados por Schoenberg também utilizaram da criação de uma nova forma de serialismo para suas composições (mas isso é um tema para outro post). Entre estes compositores, sobressaem-se o alemão Karlheinz Stockhausen, autor de “Kreuzspiel” e “Zeitmasse”, e o francês Pierre Boulez, criador de O Martelo sem Mestre e Improvisação sobre Mallarmé.

Portanto os que discordam de Benett e seguem tal linha de raciocínio enxergam o dodecafonismo sendo uma espécie de serialismo, gerando tal hierarquia: Atonalidade> Serialismo> Dodecafonismo.

O Conceito por trás da Técnica

O dodecafonismo utiliza, então, os doze graus da escala cromática, sem qualquer relação hierárquica entre eles, prescindindo das relações do sistema tonal. Os doze graus são apresentados em uma série de doze sons, dodecafônica, que constitui em um esquema formal básico que atua como princípio organizador do tema.

As doze notas da escala aparecem melodicamente na série, e numa determinada ordem, que se mantém inalterável ao longo de toda a obra. Para evitar que um dos graus se sobreponha aos demais, nenhum deles pode ser repetido antes da série ser apresentada na sua totalidade.

Depois da codificação do método em 1923, Schönberg e os seus discípulos mais próximos escreveram obras dodecafônicas que no princípio geraram grande incompreensão por parte da comunidade musical, e somente depois da Segunda guerra Mundial o método começou a ganhar popularidade.

Música Tonal X Modal X Atonal

Na música atonal, em contrapartida à música modal ou tonal é a total ausência de uma nota ou acorde central, que determina a possibilidade de sequencia de notas ou acordes que seguem na música.

Esta ausência de nota ou acorde central pode nos causar certo sentimento de “confusão” e “aleatoriedade” nas primeiras audições de músicas atonais, devido a nossa tendência de entender a música dentro do sistema modal e tonal. Da ausência de uma nota central, também segue a ausência de tonalidade e modos, ou seja, na música atonal não existe algo como um acorde maior ou menor, e tampouco escalas ou modos como dórico, frígio etc.

Curso Especial de Chord Melody com Pollaco Oliva !!

Um dos mestres do assunto Chord Melody no Brasil é o guitarrista Pollaco, um dos professores do site Guitarpedia.

Pollaco obteve sua formação no Musicians Institute em Los Angeles (para saber mais sobre o Musicians Institute clique aqui). Onde foi discípulo do maior entendedor no assunto o lendário e saudoso guitarrista Joe Pass.

Assista a uma das aulas do Pollaco no site Guitarpedia , clicando aqui.

Para saber mais sobre composição, teoria musical e cursar aulas especiais sobre bateria, guitarra, história da música, dicas sobre equipamento, e muito mais, visite o portal www.guitarpedia.com.br, e curta a página https://pt-br.facebook.com/guitarpedia para ficar por dentro das novidades e interagir conosco!

Referência Bibliográfica:

Uma Breve História da Música – Roy Benett

knoow.net/arteseletras/musica/dodecafonism

 manifestasol.wordpress.com/2010/11/30/musica-atonal-e-o-dodecafonismo/

Facebooktwittergoogle_pluslinkedinrssyoutube