Como usar triades em melodias, arpejos e levadas – Parte I

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Como usar triades em melodias, arpejos e levadas – PARTE I

O tema deste tutorial é tríades. Você pode pensar nelas como um conhecimento ” não-tão- útil” ou como um conceito muito básico.

O GuitarPedia vai lhe mostrar que as tríades devem ser vistas como a base não apenas para acordes, mas também para arpejos e melodias.
1 . Um pouco de Teoria
Como o nome sugere uma tríade é basicamente uma estrutura de três notas. Ela representa a essência de um acorde. Na maioria das vezes o guitarrista, quando tocando em banda ou grupo, pode tocar apenas algumas notas de um acorde para que o destaque seja de outro instrumento, por isso, você deve saber que as notas são mais importantes que outras e usá-las nesse tipo de situação. As notas da tríade, na maioria da vezes, são a melhor escolha .
A nota que dá nome a tríade é chamada de raiz ou root em inglês. A tríade completa também irá conter uma nota uma terça acima e uma nota uma quinta acima da raiz. Dependendo do tipo de terça e quinta a tríade irá ter nomes diferentes. Existem quatro tipos de tríades: maiores , menores, aumentados e diminuídos.
A tríade maior vai ter notas da escala maior, basicamente, uma terça maior e uma quinta perfeita. A tríade menor terá uma terça menor e uma quinta perfeita . Como você pode notar a terça é a única nota que muda e sua qualidade irá traçar a linha entre uma tríade maior e uma tríade menor.
A tríade aumentada terá uma terça maior e uma quinta aumentada, enquanto que uma tríade diminuta será formado por uma terça menor e uma quinta diminuta. Note que com isso temos todas as combinações acima e abaixo da referência tomada como a tríade maior. Veja o resumo na tabela abaixo.

triads

Um ponto muito importante quando falamos sobre tríades são as inversões. Na figura abaixo você pode vai encontrar a triade de Fa maior (Fa, La, Do) onde Fa é a nota mais grave e a raiz da triade. Podemos rearranjar a ordem das notas e colocar a raiz Fa como a nota mais aguda. Essa mudança na ordem das notas da triade é conhecido como inversão. Para triades existem dois tipos de inversão:

Primeira inversão: a terça é a nota mais grave da triade.

Segunda inversão: a quinta é a nota mais grave da triade.

triads2

2. Por que as tríades são tão importante?

Gostaria de discutir alguns motivos sobre o “porquê” do uso de tríades. Primeiro de tudo, é preciso lembrar que muitas vezes menos é mais. Então, se você está escrevendo um nova progressão de acordes ou apenas quer acompanhar alguém em uma canção, em vez de usar um monte de acordes complexos você pode simplesmente usar as tríades.
Por exemplo, digamos que você está tocando em um trio de jazz ou até mesmo rock blues. Ao usar tríades você pode facilmente evitar a região grave da guitarra, e evitar o registo de notas do baixista, ou muito alto, evitando o registro do pianista ou vocalista. Outro exemplo é quando você está acompanhando outro guitarrista, e não há baixista. Você pode decidir usar tríades em um regiaão diferente do outro guitarrista para evitar notas repetidas e gerar contraste. Como você pode ver, as tríades são uma solução útil em várias situações, pois são fáceis de localizar no braço da guitarra após um pouco de estudo. Acordes complexos de várias notas não são fáceis de usar em situações onde se toca em grupo por exemplo.
Por outro lado, as tríades contém as notas mais básicas de um acorde. Então, se você não se lembra muito bem dos acordes alterados de um tema, as tríades podem te salvar. Claro, não é a situação ideal, mas o público vai gostar de ver o músico executando a base harmônica da música, em vez de tocar notas erradas ou deixando completo silêncio.

3. Triades na guitarra

Vamos agora encontrar as tríades no braço da guitarra. É muito importante entender que, enquanto tríades pode ser um conceito fácil de compreender, pode levar meses para usar na prática de forma efetica. Dominar completamente o assunto pode levar anos. A melhor forma de começar a estudar triades e usando pela maioria dos guitarristas é organizar as triadas em grupos de cordas (1,2,3 / 2,3,4 / 3,4,5 / 4,5,6 ).
A figura abaixo mostra essa organização para as tríades maiores na tonalidade de LA. Esses são os formatos para tríades fechadas, as triades abertas serão discutidas em um próximo artigo. Você pode derivar os outros tipos de triades modificando a terça e quinta de cada triade da figura abaixo. São 16 formatos para cada tipo de triade, portanto 64 formatos. Estude todos os formatos em todas as tonalidades. Isso vai lhe trazer trabalho para algumas semanas de estudo.

triads3

4. Como Praticar Tríades

A seção anterior mostra como entrar no braço da guitarra as diferentes de tríades. Isso é um monte de trabalho, e você não vai lembrar de todos eles em apenas um par de horas. Então, como você deve praticar ?
Primeiro de tudo, o GuitarPedia recomenda que você estude por grupos de cordas. Comece com as tríades maiores no conjunto de cordas 123.
Um ponto muito importante, você DEVE visualizar qual das três notas é a raiz, a terça e a quinta . É importante para um músico saber a terça de uma tríade, uma vez que é a nota que vai dizer se você está tocando uma tríade maior ou um menor .
Uma vez que você memorizou as principais formas no conjunto de cordas 123, mova a terça para baixo meio passo e você terá as formas tríade menores. Esse é o segrado das tríades: Você deve visualize as notas dentro da tríade, isso vai facilitar muito seu estudo futuro de tretades e improvisção.
Outra rotina de boas práticas que você pode fazer é brincar com movimentos de acordes comuns usando tríades. Mover-se de um acorde I para o acorde IV é muito comum, por exemplo em progressões blues de 12 compassos. Mover-se de um acorde I do acorde V também é comum.

O que significa isso ? Vamos continuar trabalhando no tom de Fá maior . Você pode querer ficar em uma região do braço da guitarra ao tocar uma progressão. Por exemplo , to tom de FA, FA é o acorde I, Bb é o acorde IV , e C é o acorde . Tente encontrar cada possível conexão entre F e Bb, e entre F e C. Brinque com essas formas. Claro , você pode e deve usar as inversões . Mais uma vez , o GuitarPedia recomenda que você fique com o mesmo conjunto de cordas enquanto aprende os movimentos.

5. Conclusão

O GuitarPedia espera que esta lição tenha sido útil o suficiente para começar a aquecer o assunto de tríades. Os conceitos básico s estão nessa lição e você vai usá-los por toda a vida. Vai dar um pouco de trabalho na memorização e uso de todas as triades, mas o resultado final vale a pena.
Essa lição é uma introdução as aulas do GuitarPedia que vão discutir em video como usar tríades de diferentes forma. Aguarde em breve as novidades e faça sua inscrição agora mesmo www.guitarpedia.com.br
Na próxima lição do blog guitarpedia, vamos entrar em detalhes sobre sons menos comuns que você pode obter com tríades, e como usá-los enquanto improvisando ou na construção de solos.

Fique ligado!

Facebooktwittergoogle_pluslinkedinrssyoutube