A Escala Pentatônica

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Se existe algo em comum entre a maioria dos guitarristas, é a ESCALA PENTATÔNICA. Esse versátil agrupamento de notas é utilizado por músicos de praticamente todos os estilos, do Reggae ao Heavy Metal, passando por Funk, Jazz, Blues, etc.

É verdade que os músicos do Blues foram os responsáveis pela introdução desse tipo de escala na música ocidental, e muitos guitarristas desse estilo, como B.B. King, e Buddy Guy, conseguiram moldar suas carreiras utilizando apenas a escala pentatônica. Tais guitarristas se tornaram pedras fundamentais no mundo da guitarra Blues, e até hoje são referência para músicos de Rock e Blues.

Acesse já www.guitarpedia.com.br e conheça o nosso mais novo curso. Guitarra Blues, com o professor Sérgio Rocha. São mais de 100 aulas para você dominar o estilo que consagrou lendas da guitarra como B.B. King, Eric Clapton e Steve Ray Vaughan

As Origens da Escala

Especula-se que a escala pentatônica tenha surgido na China, sete séculos antes de Cristo. Ela foi criada a partir da reunião das divisões melódicas propostas pelo filósofo grego  Pitágoras, que descobriu que, se uma corda gerava uma nota “x” e fosse dividida ao meio, geraria a mesma nota, porém uma oitava acima, ou dividida em 3 gerando outro intervalo harmônico e assim sucessivamente. Foi o início da harmonia na música.

A escala pentatônica organizada com as divisões em três propostas por Pitágoras era gerada em seis intervalos distintos: Si, Dó, Ré, Mi, Sol, Lá. A proximidade da nota Si para a nota Dó era muita e quando tocadas juntas, geravam uma dissonância. Por essa razão foi retirada a nota Si desta escala, sendo formada a escala de cinco notas.

A Pentatônica Maior

A proximidade das notas Mi e Fá, e das notas Si e Dó, geram uma sonoridade muito próxima entre elas, o que pode facilmente gerar dissonâncias. A ausência da nota Fá, pela organização pitagórica, e a retirada da nota Si, geram a pentatônica de Dó Maior. Portanto podemos concluir que a formação da escala Pentatônica Maior se dá a partir da retirada do IVº e VIIº da Escala Maior. Lembrando que a estrutura da Escala Maior (Modo Jônio) é de Tom – Tom – SemiTom – Tom – Tom – Tom – Semitom.

A Pentatônica Menor

O mesmo raciocínio feito para a construção da escala Pentatônica Maior pode ser feito para construir a Pentatônica Menor que é baseada na escala menor natural, porém sem o IIº e o VIº grau. Veja o exemplo de uma escala Pentatônica Menor em Dó e veja seus intervalos:

Dó – Mi bemol – Fá – Sol – Si bemol com os intervalos de 1 Tom e meio – Tom – Tom – 1 Tom e meio – Tom.

(T 3m 4J 5J 7m)

Esta é a escala preferida pelos músicos de Blues, Rock e Metal. Nela podemos incluir, ainda, uma sexta nota, a quarta aumentada, ou quinta diminuta, também chamada de ‘Blue Note’, formando assim uma escala típica do blues.

Licks e Tablatura

Veja abaixo a tablatura de quatro licks baseados na escala Pentatônica, pratique-os em diversas tonalidades e comece a usá-los em seus solos e improvisos !

Para mais informações sobre blues, história de música e conhecimentos em guitarra acesse www.guitarpedia.com.br. Acesse também nosso facebook para acompanhar as novidades!

pentalicks

 

 

Facebooktwittergoogle_pluslinkedinrssyoutube