10 dicas que irão salvar seus solos de guitarra

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Cerca de setenta por cento do tempo de um guitarrista é gasto criando solos ou pequenos licks. Alguns, são pequenos trechos fáceis de memorizar que são encaixados nas músicas, ou alguma parte em destaque da música que vem após o segundo verso.

Agora, como criar algo bom, do nada? Às vezes, é muito fácil e soa naturalmente. Outras, piores que arrancar um dente. Não é mágica, nem nada parecido. E sim, algo chamado: experiência. Vamos lembrar de uma coisa: quando um músico é contratado para tocar, é porque (geralmente) a pessoa que o contratou, já o ouviu tocando. É um senso de confiança. E a experiência vem junto.

Aqui vão algumas dicas e métodos que poderão te ajudar a salvar os seus solos e sua vida como guitarrista:

1 – Cantar o solo primeiro

Nós guitarristas, usamos as mãos e caímos em padrões e formatos. Isso é bom, mas se quiser realmente ser original, cante-o. Isso o faz fugir dos padrões e te força a criar algo que vem diretamente da sua cabeça em um novo território para criar novos licks.

2 – Escolha um padrão de ritmo

Comece com algo lento e pense em todas as notas, então, toque-as uma oitava acima. Mude o clima e use tríades, acelere, crie uma tensão. Ou apenas foque em um padrão e se mantenha nele.

3 – Use limitações

Decida usar apenas uma corda para o solo inteiro. Isso fará com que você pense diferente ao tocar.

4 – Use acordes

Quem disse que solos precisam ser feitos com notas? Toque um solo usando um padrão de acordes tocando ritmicamente ou até mesmo insanamente e mande ver! Se for uma música lenta, aproveite a beleza de cada bloco de acordes, ou use-os como arpeggios.

5 – Imagine a melodia em outro instrumento

Como esse solo soaria em um saxofone? Ou um violino, piano, bateria…ou até mesmo uma voz humana?

Acesse: www.guitarpedia.com.br

 

6 – Use o silêncio

Talvez você nem deva tocar um solo. Ou talvez, ser tão mínimo que você mal poderia chamar de solo. Mas se for o que a canção pede, deixe seu ego de lado e deixe soar.

7 – De volta às suas raízes

Escolha um guitar hero. Alguém que você queria “ser” quando começou a tocar guitarra. Nunca falha! (Ao menos que você esteja tocando Rockabilly e sua influência for o Yngwie Malmsteen).

8 – Use o bom humor

Por que não tentar algo que você nunca fez antes? Faça o solo mais ridículo que puder. Toque mais rápido e desajeitado possível. Faça uma reflexão. Isso pode funcionar na situação certa. Ou toque algo como fosse uma baleia. Ou troque as cordas agudas pelas graves. Use sua criatividade.

9 – Use dissonância

Tente tocar algo dissonante, ao oposto de um solo melódico. Use o maior número de notas fora da escala possível. Existe uma feiura na beleza nesse tipo de solo. Para fazer soar confortável, você pode mudar para o melodicismo e fazer as notas cantarem.

10 – Faça um filme

Imagine que você esteja fazendo um filme, ao invés de um solo. Comece com uma tomada aberta, talvez com notas longas e lentas. Então, adicione um tema como um personagem. Adicione também mais detalhes sobre a história, desenvolvendo a linha com mais ritmos e notas. Ainda é um solo, mas pense como estivesse fazendo uma peça cinematográfica.

Para mais artigos como esse, acesse: www.guitarpedia.com.br

Facebooktwittergoogle_pluslinkedinrssyoutube